Porque Goiás

Casos de Sucesso

John Deere

A unidade Catalão da John Deere atualmente produz as colhedoras de cana CH570 e CH670, e os pulverizadores 4730 e 4630. O modelo anterior de colhedora de cana, a 3510, lançada em 2006, foi a primeira no mundo a utilizar a cor verde e a marca John Deere na linha de equipamentos para a cana.


A fábrica de Catalão tem 56.300 m² de área construída e nela trabalham cerca de 600 pessoas. O município goiano tem uma localização estratégica para o atendimento dos produtores de cana-de-açúcar, por sua proximidade de São Paulo e da área de cerrados do Brasil Central, onde há grande concentração de usinas. O setor produtor de açúcar e álcool é um dos mais importantes do agronegócio do Brasil e vem registrando uma grande expansão nos últimos anos, conquistando um destaque cada vez maior como exportador.


A unidade de Catalão iniciou suas atividades em 1999 produzindo as colhedoras de cana Cameco CH2500B. A colhedora CH2500B começou a ser vendida no País em 1993, através de importação, permitindo o início da mecanização da colheita de cana crua no Brasil, sem a necessidade de queimadas nos canaviais. Naquele ano foi formada a Cameco do Brasil, que instalou seu escritório de vendas em Ribeirão Preto, SP. Os equipamentos eram produzidos na fábrica da Cameco Industries, especializada na produção de equipamentos para a lavoura de cana-de-açúcar, em Thibodaux, no estado norte-americano da Louisiana.


Em 1998, o capital da Cameco Industries passou a ser controlada pela John Deere. No ano seguinte, a fábrica de Catalão foi inaugurada, iniciando a produção das colhedoras Cameco no Brasil. Em setembro de 2002 a Cameco do Brasil passou a ser uma unidade da John Deere, e em 2012, passou a receber uma nova linha de montagem, fabricando agora os pulverizadores, complementando os sistemas mecanizados John Deere produzidos no Brasil.

John Deere


Veja mais:

Distritos Industriais da CODEGO:

CODEGO EM NÚMEROS

INDÚSTRIAS ESCRITURADAS
INDÚSTRIAS EM ASSENTAMENTO